Vamos nos certificar com o selo “Santos Acessível”

Empreendedora desde criança, Fatima Alves transformou o sucesso em solidariedade
9 de julho de 2016
SPC Brasil e Turma da Mônica lançam segunda temporada de quadrinhos
9 de julho de 2016

SUSAN HORTAS_4606 - ONIBUS SELETIVO ACESSIVELCerca de 30% da população de Santos tem alguma necessidade especial, ou seja, não é mais possível que mais de 120 mil santistas fiquem sem acessibilidade aos nossos produtos e estabelecimentos comerciais. Além de ser uma obrigatoriedade após a aprovação da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, em junho 2015, promover a acessibilidade em nossas lojas é também uma questão social e necessária para atendermos essa boa parcela de nossos clientes.

O regulamento da campanha Santos Acessível, lançada em maio pela Prefeitura de Santos, para nos incentivar a estar em dia com a lei e nossos clientes, já está disponível para a consulta no site www.santos.sp.gov.br/santosacessivel, onde poderemos também nos inscrever para obter o selo da iniciativa.

Para o cadastro, é preciso acessar o campo ‘Ficha de Inscrição’ e preencher os principais dados da empresa e responder 12 questionamentos, entre eles a existência de banheiros acessíveis, rampas, recursos tecnológicos ou profissionais para atendimento de deficientes intelectuais, auditivos ou visuais, entre outros, seguindo a legislação. Uma cartilha pode ser acessada no portal para maiores esclarecimentos.

O presidente da CDL Santos, Camilo Rey Andújar, participou do lançamento da campanha que aconteceu no Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista. “A CDL Santos entende a importância desta certificação e da divulgação entre nossos associados. Estaremos à disposição para atender a todos que tenham dúvidas ou dificuldades em se adequar às necessidades do cadastro”, explica o presidente.

Após a inscrição, o estabelecimento será visitado pela comissão formada por representantes da Prefeitura e do Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Condefi). “Será estabelecido um cronograma para verificar se as especificidades de acessibilidade são atendidas ou não. Quando preciso, haverá a indicação da adequação necessária para obter o selo”, explica o secretário-adjunto municipal de Defesa da Cidadania, Nicola Margiotta Jr.

A campanha visa transformar a nossa Cidade em uma referência nacional em acessibilidade e inclusão da pessoa com deficiência. Esse projeto é muito importante para o comércio, pois consiste em um ranking de estabelecimentos do varejo que possuem soluções de acessibilidade. O estabelecimento que receber mais pontos garante o selo de empresa acessível e, consequentemente, atrairá mais clientes em potencial. A ideia de criar a classificação – além de ampliar a acessibilidade na Cidade – é tornar o selo um atrativo para o comércio.

O coordenador de Defesa de Políticas para Pessoas com Deficiência de Santos, Eduardo Ravasini, entende que a prefeitura está inovando e servirá de exemplo não só para Região, como para todo o Brasil. “O grande diferencial da campanha é mostrar que o deficiente também é um consumidor em potencial para o comércio e isso apesar de óbvio ainda é inovador e necessário para a inclusão de todos”, comemora Ravasini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *