Empreendedora desde criança, Fatima Alves transformou o sucesso em solidariedade

Certificado Digital pode ser emitido na sede da CDL Santos
9 de julho de 2016
Vamos nos certificar com o selo “Santos Acessível”
9 de julho de 2016
Mostrar tudo

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Com 15 anos de história, as lojas Donna Ótica são a representação da história de sucesso de uma menina empreendedora de sete anos e que hoje compartilha o bem estar social com o projeto Olhar Solidário, que atende pessoas de baixa renda em toda Baixada Santista e conta com ação de clientes, lojistas e profissionais liberais.

Nesta edição, a CDL em Revista entrevistou a administradora de empresas e consultora em ótica, Fatima Alves, que há 15 anos iniciou a Donna Ótica e que acredita na representatividade da CDL e na importância da união dos lojistas, para que diversas ações sejam desenvolvidas para o bem do comércio de Santos e da sociedade santista.

O que a levou ser uma empresária no ramo da ótica?
Iniciei meu trabalho no ramo ótico aos 13 anos de idade, meu mentor foi o Sr. Carlos Lambert, das Óticas Lambert.

Você já trabalhou em outros negócios?
A minha primeira empreitada como empresária iniciou aos sete anos de idade. Eu ajudava minha mãe a fazer faxina e conheci uma senhora que reunia pessoas na casa dela para vender potes e utensílios de casa e cozinha, peguei um catálogo de demonstração e pedi para meu tio me inscrever como revendedora. Comecei minha primeira empresa organizando chá entre mulheres em minha casa, com a ajuda de minha avó. Eu convidava a vizinhança e era um sucesso de vendas. Depois de algum tempo, agregamos a venda de roupas, e minha mãe aderiu à nossa ideia, abandonando as faxinas.

Sabe-se que além de necessário para a saúde das vistas o seu produto hoje está em destaque no ramo da moda e acessórios. Como você avalia o seu mercado atual e quais as melhores ferramentas para atrair o seu público?
Quando iniciei no ramo ótico era muito difícil vender óculos, eles eram feios, pesados e ninguém queria usar. Hoje eles são lindos, com o advento dos grandes figurinistas assinarem marcas renomadas, os óculos viraram acessórios, sejam eles solares ou receituários. Óculos da tanta propriedade a formação de um look, que as pessoas usam mesmo sem precisar de grau. Só pra fazer um charme. Além disto, a tecnologia empregada é de ponta e dos mais diversos materiais, como metal, titanium, madeira, acetato, zilo, optyl e fibra de carbono, tornando-os mais leves e confortáveis. Como em todo negócio tem seus altos e baixos, atualmente, com a concorrência acirrada e a fabricação desenvolvida com muito mais tecnologia, a lucratividade diminuiu e, com isso precisamos sempre cativar os clientes com bons produtos e ótimo atendimento nas lojas.

O projeto Olhar Solidário surgiu de uma ideia sua para aliar descontos aos clientes à doação. Como essa ideia despertou? Após quatro campanhas, quantas pessoas vocês já conseguiram atender?
Nesses quatro anos já entregamos mais de 500 óculos. Eu sempre ajudei as pessoas mais necessitadas doando óculos aqui e ali. Porém, queria algo maior, e assim tive a ideia de fazer com que o cliente na compra de óculos novo, doasse o antigo para uma pessoa carente. Para incentivar a doação dava a eles um bom desconto. A campanha fez tanto sucesso, que em pouco tempo já obtive parceiros pra doação de lentes e médicos que se engajaram na campanha doando a consulta. Tudo isso é muito gratificante, pois cada ano que passa estamos ampliando o número de doações e em breve teremos mais novidades dentro deste projeto.

O projeto Olhar Solidário 2016 tem como objetivo entregar cerca de 300 óculos para pessoas carentes, por meio dos Fundos Sociais de Solidariedade de Santos e de Praia Grande. Além das armações e lentes, tem a grande parceria com os médicos oftalmologistas, que doam consultas para este projeto. Entre os parceiros estão o Dr. Eduardo Paulino e a equipe do Instituto Eduardo Paulino, o Dr. Rogerio Moreira, a Dra. Alessandra Alem Mazukato, a Dra. Márcia Yumi Sakamoto Queiroz e o Dr. Antônio Carlos Queiroz.

Para a população participar basta entregar óculos, lentes ou armações que não usam mais nas lojas Donna Ótica, na Praça da Independência, no Shopping Parque Balneário ou Beatrix Boulevard em Praia. Mais informações facebook.com/Olhar Solidário, nos telefones (13) 3289-1638 e (13) 9156-9313 (whatsApp). Estes óculos ficarão novinhos em um rosto de uma pessoa carente. O projeto tem parceria e apoio do Rotary Clube Santos Boqueirão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *